quarta-feira, dezembro 24, 2008

Expressões natalícias


Não vou pegar no verdadeiro hino de exaltação consumista a que se assiste em tudo quanto é superfície comercial, nem vou pegar na multiplicidade de anúncios a produtos supérfluos e bonecada, embora -e aqui abro um parêntesis- eu tenha de confessar que acho que adquirir a Barbie Divorciada seja um bom negócio já que se trata de uma boneca que traz consigo uma interessante panóplia de adereços (o carro, a casa, as jóias,...).

Definitivamente, o Natal não me encanta. Detesto ter de usar cotovelos para abrir caminho nos locais que, no resto do ano, me são tão familiares e prazenteiros, tal como detesto ter de caminhar pela rua e ter os meus pensamentos atropelados pela musiquinha irritante e repetitiva que emana das colunas de som que abundam como frutos pelas árvores. Seja como for, não me choca que as pessoas gostem do Natal, tal como eu, há uns anos atrás, também gostava de forma quase fanática.
Seja como for, este artigo serve sim para partilhar com vocês a estranheza que algumas expressões tão em voga nesta época me causam, especialmente duas.

A primeira é "se não nos virmos mais, um Bom Natal". Esta expressão, que se começa a empregar na primeira semana de Dezembro, é tremendamente ambígua! Será que há aqui preocupação e sensibilidade em não deixar de desejar um bom Natal ao próximo ou é já uma ameaça em tons de vindicação no sentido de "Tu és uma pessoa tão incómoda que, se me voltas a aparecer pela frente até ao dia 25 de Dezembro, não te desejo um Bom Natal"?


A outra é sem dúvida um must do léxico das expressões de desejo de bom Natal ao próximo: "Um santo Natal para ti!" ou "Desejo-lhe um Santo Natal!". O que vem afinal a ser isto de um Santo Natal?! Significa que, em vez de vermos o Sozinho em Casa pela trilionésima vez na televisão, devemos assistir à missa do galo? Em vez de ofertarmos a Playstation 3 devemos ofertar um exemplar de "A minha primeira Bíblia"? Ou será que o tema de conversa durante o jantar deverá ser o da problemática do mistério da Divina Trindade? Alguém me explica?

Foto "emprestada" ali pela Cathy

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...