terça-feira, dezembro 30, 2008

Tuguismo rodoviário

Durante o dia de ontem, os vários serviços noticiosos deram-nos conta do nevão que acontecera no Marão e na forma como toda aquela neve estava a causar o congestionamento do trânsito no IP4.

Contudo, tal não se deveu ao facto do piso estar escorregadio mas tão somente à curiosidade e ao fascínio pela raridade do fenómeno que levou a que, esgotados os lugares de estacionamento numa área de serviço na zona afectada pelo nevão, os turistas de ocasião que por ali circulavam começassem a estacionar na berma do próprio Itinerário Principal nº4, em ambos os sentidos. Isto levou a que, a partir de dada altura, a Brigada de Trânsito tivesse de se deslocar ao local para fechar o acesso à área de serviço e repôr a normalidade e a disciplina na berma do IP4.

É curiosa esta tendência genuinamente tuga de alternar entre a indignação, perante as prevaricações alheias, e a naturalidade e espanto perante a indignação gerada pelas suas próprias asneiras, mas foi uma demonstração disso aquilo que a seguir ficou evidente.

Perante a questão colocada por um jornalista televisivo sobre se achava que era permitido estacionar na berma do Itinerário Principal, um cidadão optou por fazer jurisprudência sobre tábua rasa das regras do Código da Estrada, especialmente do artigo 72º, e respondeu com um convincente tom de espanto "Sim... eu acho que sim! Isto até tem uma linha tracejada!".

Outro porém revelou perfeita noção de estar a prevaricar e ao mesmo tempo de ser dono de uma grande astúcia, afirmando "Eu sei que não posso aqui parar e parece que eles andam aí a mandar seguir a malta, mas eu vou parar e vou sair do carro antes que eles me venham aqui dizer que não posso estar aqui.".

Tuguice paradigmática...

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...